publicidade

Notícias

16.08.2011

Mundo

Aumenta o número de pobres na Espanha

Na Espanha, a crise econômica vem mudando o cenário social do país. Há 10 anos, o país considerava pobre, 14% da população. Até o fim deste ano, analistas acreditam que esse número suba para 22%. Nas décadas passadas, a ajuda social se destinava principalmente para indigentes, ciganos e imigrantes sem família na Espanha. Agora essa ajuda é dada também para espanhóis que até pouco tempo pertenciam à classe média.

O governo espanhol considera pobres os indivíduos com renda familiar abaixo de 570 euros mensais (cerca de R$ 1.300). As famílias com renda inferior a 215 euros (cerca de R$ 490) são consideradas de pobreza extrema. Acredita-se que essa situação seja passageira e que esses “novos pobres” terão que reconduzir sua economia e se adaptar a uma nova realidade.

Voltar

publicidade

Publicidade
Fundação Exclusiva
Rua Carlos Razera, 286
Cep 80810-310 - Vista Alegre - Curitiba - PR
Fone/fax: 41 3029.2121
Hospedado por