publicidade

Notícias

20.07.2011

Mundo

As Nações Unidas declararam crise de fome no sul da Somália.

A ONU declarou que milhares de pessoas já morreram no sul da Somália de causas relacionadas à desnutrição no país. Com a pior seca dos últimos 50 anos, uma série de conflitos e a proibição do envio de ajuda humanitária há dois anos pelos rebeldes islâmicos do Al-Shabab, o acesso das agências das Nações Unidas fica praticamente impossível.

A proibição foi parcialmente suspensa este mês, mas ainda assim precisa de mais segurança para que os funcionários da agência possam alcançar toda a região de Bakool e Baixa Shabelle.

Cerca de 10 milhões de pessoas no leste da África estão sendo afetadas pela seca e tem levado milhares de pessoas a fugir para o Quênia e para a Etiópia. A crise ainda pode se espalhar nos próximos dois meses por causa das colheitas ruins e doenças infecciosas, se não houver ajuda imediata.

Voltar

publicidade

Publicidade
Fundação Exclusiva
Rua Carlos Razera, 286
Cep 80810-310 - Vista Alegre - Curitiba - PR
Fone/fax: 41 3029.2121
Hospedado por